Um paraíso de grandes paisagens a perder de vista, vinhas e olivais, praias secretas, uma gastronomia única, com bons vinhos a acompanhar. Há muito tempo que se diz que no Alentejo o tempo pára, parece que não existe. Descubra onde dormir, degustar e descansar.

Spa:
Herdade do Amarelo
Este spa é diferente. Foi feito para criar uma relação direta com a natureza e os animais. No coração do Parque Natural da Costa Vicentina, perto de Vila Nova de Mil Fontes, o spa exterior da Herdade do Amarelo tem jacuzzis suspensos, duas piscinas de água salgada com queda de água e vista sobre a montanha. O banho turco está no interior de pequenas casas caiadas e, nas camas espalhadas por um caminho de madeira iluminado, pode usufruir de uma massagem.

Adegas:
Ribafreixo Wines
Na Vidigueira, em Beja, está a adega da Ribafreixo Wines, um espaço moderno de 4 mil metros quadrados, inaugurado em 2012. A visão moderna, a pensar no futuro de enoturismo, está presente nas linhas contemporâneas da arquitetura. A adega inclui uma zona de lazer, onde os convidados podem degustar um copo de vinho e apreciar a vista das vinhas, uma sala de provas, uma loja de vinhos e um restaurante gourmet, onde a chef Paula Caetano cozinha pratos alentejanos com um toque de requinte. Aqui, produzem-se vários vinhos de renome como o Gáudio, o Pato Frio e o Connections.

Adega José de Sousa (Grupo José Maria da Fonseca)
No coração do Alentejo e na cidade conhecida pela produção dos melhores vinhos portugueses, fica a centenária Adega José de Sousa. No centro de Reguengos de Monsaraz, pode visitar a adega onde se produzem vinhos como o Ripanço, Montado, José de Sousa Mayor ou J de José de Sousa. Com 114 ânforas de barro, um método de fermentação ancestral que a adega mantém, também recorre a tecnologias mais avançadas como tanques de inox.

Adega da Herdade do Esporão
De uma paisagem plana de 700 hectares de vinhas e olivais, sobressai a Torre do Esporão, um edifício branco recortado como uma muralha, edificado no século XV. É essa também a imagem que conhecemos dos rótulos dos vinhos Esporão, como o Monte Velho ou o Defesa. Pode provar estes e outros vinhos na grande Herdade do Esporão, que oferece visitas: à adega, ao Arco do Esporão e à Ermida de Nossa Senhora dos Remédios, bem como à Torre do Esporão, e às caves de estágio, onde repousam 1 500 barricas bordalesas de carvalho americano e francês. Também há provas de azeite de quatro variedades de azeitona,provenientes desta herdade que integra a Rota dos Vinhos e a DOC Reguengos de Monsaraz

Estadias:
Convento do Espinheiro, Évora
No lugar de um convento do século XV nasceu o Hotel Convento do Espinheiro – The Luxury Collection Hotel & Spa, um espaço carregado de história, a 2km de Évora, cidade Património Nacional da Unesco. O hotel inclui 92 quartos, vários jardins, o Divinus, restaurante localizado na antiga adega do convento, o Cisterna Wine Bar, numa antiga cisterna gótica, e o piano bar, localizado na antiga cozinha dos monges. Ligados por grandes corredores abobadados de paredes brancas, os quartos do hotel combinam uma decoração medieval de tons quentes e mobília ornamentada, um luxo moderno, presente no requinte da decoração. Em 2016, foi considerado um dos três melhores resorts da Península Ibérica, pela World’s Best Awards da Travel + Leisure, uma publicação norte-americana especializada em turismo e lazer.

Alentejo Marmòris Hotel, Vila Viçosa
Este hotel de luxo exclusivo, localizado na histórica Vila Viçosa, tem o mármore como protagonista da construção e decoração do espaço, não fosse Vila Viçosa considerada a capital do mármore. O Alentejo Marmòris Hotel inclui 45 quartos, 5 dos quais são suites, com casas de banho feitas totalmente em mármore, o Stone Spa e o restaurante Narcissus Fernandesii, onde o chef Alexandre Silva confeciona pratos com os melhores produtos alentejanos.

L’and Vineyards, Montemor
Este aldeamento turístico de 5 estrelas levou a arquitetura contemporânea de autor até à paisagem natural do Alentejo. Num estilo de “luxo sóbrio”, o L’and Vineyards tem 22 suites, todas com terraço privado, lareira e vista para o lago, 10 sky view suites, que permitem apreciar a beleza do céu alentejano, e 12 land view suites. Com uma decoração clean, que ficou a cargo de Márcio Kogan, os quartos misturam um design escandinavo com influências dos anos 70. O aldeamento inclui ainda uma adega, um spa, um restaurante com estrela Michelin e oferece uma série de experiências inesquecíveis: participar em cursos sobre produção de vinhos ou sobre cozinha orgânica, desfrutarde passeios de barco ou de balão de ar quente, provas de vinhos e aulas de ioga.

Torre de Palma Wine Hotel, Monforte
Perto da aldeia de Vaiamonte fica o tradicional Torre de Palma Wine Hotel. É um membro do Design Hotels e um projeto de autor, do arquiteto João Mendes Ribeiro. Caiado de branco, como uma verdadeira casa alentejana, este hotel de charme inclui 19 quartos, sala de cinema, uma capela, picadeiro, uma horta biológica, um pomar, uma vinha, um olival e um pequeno bosque. No Restaurante Basili, inspirado numa família abastada que habitou a Villa Romana de Torre da Palma, pode conhecer a melhor gastronomia alentejana, pelas mãos do chef Filipe Ramalho. A duas horas de Lisboa, o Torre de Palma oferece uma experiência centrada na cultura vinícola da região e no contacto com a natureza. Os quartos são modernos e contemporâneos, decorados por Rosarinho Gabriel, que combinam elementos de madeira e cortiça com as cores do Alentejo e uma decoração simplista e sofisticada.

Restaurantes:
Malhadinha Nova Wine & Gourmet, Albernoa
Na cozinha do Malhadinha Nova Wine & Gourmet, liderada pelo chef consultor, com uma estrela Michelin, Joachim Koerper, e com a colaboração do chef residente Bruno Antunes, há menus de degustação modernos com produtos locais alentejanos. Junta-se o tradicional ao contemporâneo, numa combinação da sabedoria do chef Joachim Koerper e dos produtos frescos e regionais, muitos deles produzidos ali mesmo na Herdade da Malhadinha Nova. Num espaço acolhedor, em harmonia com o exterior, servem-se pratos como o salmonete da costa algarvia, o folhado mediterrâneo e azeitonas da herdade, ou o mel biológico da Malhadinha com granola, maçã assada, gelado caseiro de maçã e queijo fresco de Albernoa.

Cais da Estação, Sines
O Cais da Estação surgiu da recuperação de um antigo armazém de mercadorias da estação de comboios de Sines. Este aspeto assegura a componente tradicional do espaço, assim como os pratos, inspirados na cozinha tradicional alentejana. Mas também há requinte e traços da modernidade gastronómica. Com uma decoração simplista, com elementos referentes à cultura vinícola e ao peixe e marisco da costa vicentina, o Cais da Estação oferece pratos que honram os melhores produtos do Alentejo, como a farinheira, as amêijoas, o porco preto ou os chocos. E, claro, os melhores vinhos da região. Em 2013, o prato arroz de lingueirão com choco frito foiconsiderado um dos melhores no concurso Melhor Arroz de Portugal.

Cardo, Ecorkhotel, Évora
No Ecorkhotel, um hotel sustentável revestido a cortiça, o restaurante Cardo também não foge às preocupações ambientais que regem as atividades do resort. A começar pela vista do restaurante, um montado com animais e a horta biológica do hotel, de onde saem alguns produtos utilizados na cozinha. Os sabores são todos mediterrânicos, da região e da época, como os dos peixinhos da horta, jaquinzinhos, camarão, barriga, iscas de porco, puré de ervilha, ou cone de maçã e morcela. Sob orientação do chef Pedro Soudo, num espaço tipicamente alentejano, com uma parede de cortiça e cadeiras de palha, o Cardo oferece uma refeição diferente, que não se esgota na degustação dos pratos. Neste restaurante, a paisagem e o ambiente fundem-se com a experiência gastronómica.

26 de dezembro de 2017

O seu espaço Premium

Produções